quarta-feira, 6 de abril de 2011

Gosto





“Gosto de te ver a rir e a brincar, gosto do teu cheiro e do teu olhar, gosto de te ter sempre perto e de sentir que tudo está certo, de saber que afinal vale a pena acreditar que um dia a paz acaba sempre por chegar, que não há esperas vãs nem dias perdidos, que todas as noites são de lua cheia e todas as manhãs estão cheias de ti, meu amor, quero-te, quero-te, quero-te. 

Por isso abre as mãos e o peito, deixa-me ficar para sempre lá dentro, guarda-me em ti e espera sem esperar a cada dia que passar, que este meu amor imenso, doce, intemporal resista ao tempo, resista ao medo, resista ao mundo, resista a tudo e não precise de mais nada a não ser de ti, tu que és principio e fim, que estás no meio de tudo, que atravessas a vida de mão dada comigo, tu de quem eu gosto, gosto, gosto.”


Margarida Rebelo Pinto


5 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Gosto de vir aqui Lu.

Tudo bem com vc?

beijooo.

Luciana Matos disse...

Luuuuu lindona!

saudade!

Esse sorrisão aí embaixo é tudo!


beijo!

L. Rafael Nolli disse...

Olá, passando para uma visita!

Luciana Matos disse...

Tá sumida!
Mande notícias!

beijo,
Lu

Drêycka disse...

olha eu aqui de volta.
de volta das cinzas, ne?
com alguns poucos posts aguados no bolso, e sem cara pra aparecer por essas bandas e dizer que ainda tô viva!!

:D Bjus! *saudades*
dreycka